Dica de leitura: Práticas de socialização parentais e problemas internalizantes na infância

Muitos estudos apontam que problemas de comportamento e habilidades sociais educativas parentais são variáveis que estão diretamente relacionadas. O estudo de Oliveira e Alvarenga (2015), publicado pela Revista Brasileira de Terapia Comportamental e Cognitiva, avaliou a eficácia de uma intervenção com foco nas práticas de socialização com 13 mães e um pai de crianças entre três e seis anos, com perfil internalizante, divididos em dois grupos: intervenção e comparação.

Leia o texto completo: 

[button link=”http://www.usp.br/rbtcc/index.php/RBTCC/article/view/747/437″ size=”medium” target=”new” color=”default”]Acessar[/button]

0 0 vote
Article Rating
Avatar

Escrito por Priscila Meireles Guidugli

Graduada em Psicologia, Mestra e Doutoranda em Psicologia do Desenvolvimento e Aprendizagem pela UNESP - Bauru. Especialista em Psicoterapia Breve pelo Instituto Ampliatta. Membro do LADS (Laboratório de Aprendizagem, Desenvolvimento e Saúde) da UNESP – Bauru. Atua nas áreas clínica e escolar atendendo todas as idades, com experiência em dificuldades de aprendizagem e problemas de comportamento infantis, transtornos globais do desenvolvimento, incluindo autismo, além de transtornos psiquiátricos relacionados à ansiedade e depressão.