Dica de leitura: Eventos Privados e Privacidade no Behaviorismo Radical

O artigo de Pompermaier, Pimentel e Melo (2016), publicado pela Revista CES Psicología, tem como objetivo responder à questão: afinal, o que são eventos privados?

RESUMO:

A teoria de eventos privados tem sido alvo de intensos debates e controvérsias, apesar de configurar-se como o modo mais comum de abordagem e explicação de fenômenos subjetivos no Behaviorismo Radical. O presente trabalho insere-se nessa discussão, buscando deslindar o conceito de evento privado e a noção de privacidade nele implicado. A partir das definições e usos do termo encontrados na literatura da área, propõe-se a consideração do termo evento privado como evento comportamental de observabilidade circunstancialmente restrita. Nesse sentido, afastando-se de acepções como “interno”, “único”, ou ainda, “inobservável em princípio”, a noção de privacidade é compreendida como observabilidade circunstancialmente restrita. Destaca-se que o conceito de eventos privados pode ser utilizado na explicação do comportamento desde que tomado em uma compreensão relacional e contextual.

Se interessou?

Leia e baixe o texto completo!

0 0 votes
Article Rating

Escrito por Priscila Meireles Guidugli

Graduada em Psicologia, Mestra e Doutoranda em Psicologia do Desenvolvimento e Aprendizagem pela UNESP - Bauru. Especialista em Psicoterapia Breve pelo Instituto Ampliatta. Membro do LADS (Laboratório de Aprendizagem, Desenvolvimento e Saúde) da UNESP – Bauru. Atua nas áreas clínica e escolar atendendo todas as idades, com experiência em dificuldades de aprendizagem e problemas de comportamento infantis, transtornos globais do desenvolvimento, incluindo autismo, além de transtornos psiquiátricos relacionados à ansiedade e depressão.