Dica de leitura: Intoxicação infantil por chumbo: uma análise discriminante entre os fatores de risco e de proteção

O artigo de Dascanio, Del Prette e Fontaine foi publicado em 2015 no periódico Estudos e Pesquisas em Psicologia. Considerando a contaminação por chumbo como um fator de risco, as autoras buscaram identificar as variáveis (habilidades sociais, práticas parentais, problemas de comportamento e competência acadêmica) que diferenciam crianças contaminadas por chumbo das não contaminadas e a possível função protetora das habilidades sociais sobre problemas de comportamento em ambos os grupos.

Leia o texto completo: 

[button link=”http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?pid=S1808-42812015000200016&script=sci_arttext” size=”medium” target=”new” color=”default”]Acessar[/button]

0 0 votes
Article Rating

Escrito por Priscila Meireles Guidugli

Graduada em Psicologia, Mestra e Doutoranda em Psicologia do Desenvolvimento e Aprendizagem pela UNESP - Bauru. Especialista em Psicoterapia Breve pelo Instituto Ampliatta. Membro do LADS (Laboratório de Aprendizagem, Desenvolvimento e Saúde) da UNESP – Bauru. Atua nas áreas clínica e escolar atendendo todas as idades, com experiência em dificuldades de aprendizagem e problemas de comportamento infantis, transtornos globais do desenvolvimento, incluindo autismo, além de transtornos psiquiátricos relacionados à ansiedade e depressão.