Dica de leitura: Transtorno Bipolar sob o enfoque da Análise do Comportamento

O artigo de Mussi, Soares e Grossi (2013) publicado pela Revista Brasileira de Terapia Comportamental e Cognitiva avaliou um programa de psicoeducação para Transtorno Bipolar baseado na Análise do Comportamento.

Confira o resumo: A psicoeducação é uma das estratégias que deve ser inserida no tratamento de pacientes com diagnóstico de transtorno bipolar, e tem demonstrado eficácia para fomentar respostas relacionadas à adesão à medicação. O objetivo deste estudo foi avaliar a efetividade de um programa de psicoeducação, aplicado a 9 pacientes com diagnóstico de transtorno bipolar, os quais se encontravam em tratamento em um hospital público. Para avaliação foram aplicadas as escalas de depressão (Hamilton), de mania (Young) e de Qualidade de Vida (WHOQOL). Foram realizadas 16 sessões de atendimento em grupo. Os resultados mostram que houve redução significativa na mania do pré para o pós-teste e melhora no domínio “Físico” da escala de Qualidade de Vida. Além disso, a alta frequência de pacientes com depressão leve e os relatos de conflitos familiares apontam a necessidade de intervenção com a família e focadas no treino de habilidades sociais.

Se interessou? Leia o texto completo: [button link=”http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?pid=S1517-55452013000200005&script=sci_arttext” size=”medium” target=”new” color=”default”]Acessar[/button]

5 1 vote
Article Rating

Escrito por Priscila Meireles Guidugli

Graduada em Psicologia, Mestra e Doutoranda em Psicologia do Desenvolvimento e Aprendizagem pela UNESP - Bauru. Especialista em Psicoterapia Breve pelo Instituto Ampliatta. Membro do LADS (Laboratório de Aprendizagem, Desenvolvimento e Saúde) da UNESP – Bauru. Atua nas áreas clínica e escolar atendendo todas as idades, com experiência em dificuldades de aprendizagem e problemas de comportamento infantis, transtornos globais do desenvolvimento, incluindo autismo, além de transtornos psiquiátricos relacionados à ansiedade e depressão.