Dica de leitura: Análise funcional do comportamento autolesivo

O estudo de  Bruno Ceppi e Marcelo Benvenuti teve como objetivo analisar funcionalmente (através de estudos publicados anteriormente) as relações do comportamento autolesivo com mudanças no ambiente. Os comportamentos autolesivos são ações que produzem dano físico ao próprio indivíduo; pela ánalise funcional dos autores há três tipos de situações que podem ser contingentes a aquisição e manutenção do comportamento autolesivo: reforçamento social positivo (como a atenção), reforçamento automático (por exemplo, a estimulação tátil) ou o reforçamento social negativo (eliminação de tarefas relacionadas ao âmbito acadêmico, por exemplo).

Clique e leia o texto completo: [button link=”http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-60832011000600006″ size=”medium” target=”new” color=”default”]Acessar[/button]

5 1 vote
Article Rating
Avatar

Escrito por Priscila Meireles Guidugli

Graduada em Psicologia, Mestra e Doutoranda em Psicologia do Desenvolvimento e Aprendizagem pela UNESP - Bauru. Especialista em Psicoterapia Breve pelo Instituto Ampliatta. Membro do LADS (Laboratório de Aprendizagem, Desenvolvimento e Saúde) da UNESP – Bauru. Atua nas áreas clínica e escolar atendendo todas as idades, com experiência em dificuldades de aprendizagem e problemas de comportamento infantis, transtornos globais do desenvolvimento, incluindo autismo, além de transtornos psiquiátricos relacionados à ansiedade e depressão.