Grupo de estudos sobre análise do comportamento em Belém

A organização Comportamental, localizada em Belém, está lançando o Grupo de Estudos sobre Análise do Comportamento. Fator que representa uma grande iniciativa para o estado. O grupo visa o estudo e desenvolvimento sobre o comportamento humano e não humano. Assim como, da ciência da análise do comportamento e seus pressupostos filosóficos, experimentais e aplicados. As atividades terão início em 11 de agosto de 2017. Porém, o número de vagas é limitado, máximo de 10 participantes.

O projeto possui uma perspectiva estratégica por oferecer um caráter de facilitador com vistas a proporcionar condições de promoção do conhecimento, além de situar os participantes quanto às diretrizes da área. Possibilita ainda, o desenvolvimento do arcabouço teórico e prático. E também, amplia o repertório comportamental. As atividades gozarão de 5 meses de duração, de agosto a dezembro, com encontros quinzenais, sempre às sextas, de 18h às 19h30.

A Comportamental foi fundada em janeiro de 2016 como fruto da parceria de duas analistas do comportamento com experiências em comum: a pesquisa experimental, a prática clínica e a docência. Ambas com larga experiência em pesquisa em Análise Experimental do Comportamento (AEC). Buscando sempre, compreender os processos comportamentais envolvidos na aprendizagem de comportamentos novos e complexos. Para obter mais informações e/ou se inscrever é só preencher o formulário contido aqui.

0 0 votes
Article Rating

Escrito por Gabriel de Melo Cardoso

Graduando em Psicologia pela Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC. Possui formação em Terapia Cognitivo Comportamental pelo CETCC - Centro de Estudos de Terapia Cognitivo Comportamental de São Paulo. Atualmente, Diretor de Consultoria na Persona e bolsista de iniciação científica no projeto: Avaliação de fatores de risco ao estresse ambiental/ocupacional em expedicionários do Programa Antártico Brasileiro (PROANTAR) e membro do projeto de Ensino Online de Análise do Comportamento Humano ambos no Laboratório Fator Humano. Entusiasta dos temas: neurociência, gamification, autismo, linguagem, memória e tecnologia.