Sugestão de Leitura: Gamificação como estratégia educativa

Softwares e jogos são estratégias muito utilizadas na área educacional, inclusive pelos analistas do comportamento sob o paradigma da equivalência de estímulos e têm demonstrado resultados muito promissores. Devido aos seus recursos e amplitude no desenvolvimento de novas ferramentas, podemos dizer que os computadores são as novas “máquinas de ensinar”, aquelas que B. F. Skinner tanto falou na sua obra “Tecnologia do Ensino”.

O livro “Gamificação como estratégia educativa”, de acordo  com a própria apresentação da obra: É resultado de uma empreitada acadêmica, iniciada no ano de 2012, com o   objetivo   de   experimentar   a   estratégia   da   gamificação   no  desenvolvimento de softwares educativos. Tratando-se do emprego de estratégias de jogos para a facilitação de processos de aprendizagem de conteúdos complexos, e sendo bastante utilizada em meios corporativos, a gamificação apresenta um potencial não explorado no campo da educação formal, objeto central do trabalho desenvolvido nesses três anos, no contexto das atividades do Laboratório Ábaco de Pesquisas Interdisciplinares sobre a Informática e a Educação, do Departamento de Métodos e Técnicas da Faculdade de Educação da Universidade de Brasília (UnB).

O livro serve de base e inspiração para estudiosos da área educacional e demonstra como é possível realizar intervenções efetivas e ensinar os mais diversos conteúdos. O melhor é que o livro pode ser baixado gratuitamente!

Clique aqui e tenha acesso a todo o conteúdo:
[button link=”https://cloud.fmh.ulisboa.pt/public.php?service=files&t=395d9ed1363ee6786556b3868969d7da” size=”medium” target=”new” color=”default”]Acessar[/button]

0 0 votes
Article Rating

Escrito por Priscila Meireles Guidugli

Graduada em Psicologia, Mestra e Doutoranda em Psicologia do Desenvolvimento e Aprendizagem pela UNESP - Bauru. Especialista em Psicoterapia Breve pelo Instituto Ampliatta. Membro do LADS (Laboratório de Aprendizagem, Desenvolvimento e Saúde) da UNESP – Bauru. Atua nas áreas clínica e escolar atendendo todas as idades, com experiência em dificuldades de aprendizagem e problemas de comportamento infantis, transtornos globais do desenvolvimento, incluindo autismo, além de transtornos psiquiátricos relacionados à ansiedade e depressão.