Curso de Psicologia da UFPI não oferece condições básicas de aprendizagem a seus alunos

Os alunos do curso de Psicologia da Universidade Federal do Piauí (Campus Ministro Reis Veloso) estão em greve desde o dia 21 de março, alegando inexistência de condições básicas para a continuidade de sua graduação. Entre as dificuldades enfrentadas, estão:

– Falta de testes Psicológicos Essenciais à formação;
– Falta de Professores: atualmente o curso está sem 13 disciplinas, por este motivo;
– Falta de orientadores para o estágio profissionalizante e Trabalho de Conclusão de Curso;

Reclamam também da inexistência da maioria dos livros que compõe a literatura básica do curso e do não funcionamento do Serviço-Escola de Psicologia por falta dos profissionais necessários.

Já foram realizadas diversas reuniões entre representantes dos alunos e a reitoria da faculdade, que não foi capaz de apresentar alternativas que viabilizem o retorno às atividades acadêmicas. Todas as alternativas apresentadas foram classificadas como insuficientes, tanto com relação ao prazo de cumprimento do acordo quanto à incerteza de sua concretização.

De acordo com o jornal Portal do Dia, os alunos da Universidade,  cujo Campus fica em Parnaíba, planejam ir à Teresina cobrar a solução para os problemas que tem enfrentado. Ainda não o fizeram porque o ônibus da Universidade não foi liberado, explica Janaína Fernandes, uma das coordenadoras do movimento.

Fonte: Portal RedePsi.

0 0 votes
Article Rating

Escrito por Portal Comporte-se

O Comporte-se: Psicologia e Análise do Comportamento foi criado em 2008 e é hoje o principal portal de Análise do Comportamento do Brasil. Nele você encontra artigos discutindo temas diversos à partir do referencial teórico da abordagem; dicas de filmes, livros, periódicos e outros materiais; entrevistas exclusivas; divulgação de cursos, promoções, eventos e muito mais.